COMPARTILHAR

Quando se pensa em tráfico de armas, ficamos longe de imaginar esse assunto sendo tratado de maneira cômica e sarcástica. Toda a destruição, miséria e desesperança que a guerra cria transforma a paleta de cores de qualquer filme convencional em algo mais monocromático e frio. Mas se aproveitando da vibe dos excelentes O Lobo de Wall Street (2013) e A Grande Aposta (2015), Cães de Guerra nos traz em pauta o poderio bélico estadunidense de uma maneira nunca antes vista.

Dirigido por Todd Phillips, responsável pela trilogia Se Beber Não Case, a história – baseada em eventos reais – mostra a vida de dois amigos de infância que, ao se encontrarem pela obra do destino, resolvem investir no tráfico de armas para o governo dos Estados Unidos, sendo um peixe pequeno em meio ao grandioso mercado armamentista, mas ao mesmo tempo um peixe que gera muito dinheiro.

34-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-copia-13

Vendo a maneira rasa e direta que dissertei sobre o enredo o filme não tem muito o que oferecer de novo, mas o que realmente deixa a trama perfeitamente bem escrita são os personagens que conduzem a história, cujas falhas de caráter e desvios de conduta transformam o filme em uma sátira a toda a situação em que eles estão vivendo. O roteiro é bem ágil em nunca parecer tão sério, nem soar grotesco demais com piadas envolvendo guerras e situações políticas ainda muito recentes, sabendo dosar muito bem ambas as partes.

Mas a grandiosidade do filme está em seu elenco, pegando atores conceituados tanto no drama quanto na comédia para dar a leveza e o ponto certos da massa. Miles Teller (perfeito em Whiplash) volta a brilhar com o seu papel em Cães de Guerra, sendo o ponto de vista majoritário de todo o filme ao se transformar no narrador personagem – tendo até mesmo o poder de pausar, retroceder e avançar a história a seu bel prazer – e sendo o ponto de equilíbrio entre a razão e a ganância durante todo o filme.

34-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-copia-13

Já o ator Jonah Hill (soberbo em O Lobo de Wall Street) está impossível. Jonah é um dos poucos atores da atualidade que enxerga a linha tênue que separa a comédia boa da comédia ruim, ao mesmo tempo em que sabe separar o drama de qualidade para o dramalhão de Sessão da Tarde. Todas as partes que ele aparece no longa metragem são perfeitas, conduzindo sempre um personagem expansivo, boca suja, sínico, impulsivo e dono de uma das risadas mais contagiantes já feitas para um filme.

A montagem de Cães de Guerra está no ponto certo, tendo a mesma estrutura já vista em O Lobo de Wall Street e A Grande Aposta, mas sempre procurando não soar como plágio de estilo. Os cortes, as paletas de cor utilizadas para cada ambiente, os freeze frames utilizados para explicar certos acontecimentos da trama ou para apresentar personagens pitorescos fazem de Cães de Guerra um filme muito leve, divertido e instigante de assistir, nunca soando desinteressante em nenhum momento.

34-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-recuperado-copia-13

Foram poucos os deslizes encontrados no filme, e todos se encontram mais no fato de certos acontecimentos da trama darem a impressão de que alguns personagens são ingênuos demais para o cargo que desempenham. Após certo tempo de análise, não dá para saber ao certo se tais ingenuidades são produto da própria fonte real ou da falta de atenção de produzir o roteiro. Isso é algo que só poderíamos descobrir ao certo se tivéssemos em mãos as biografias das pessoas inspiradas para a trama.

REVIEW GERAL
Roteiro:
Direção:
Elenco:
Trilha Sonora:
Fotografia:
COMPARTILHAR
AnteriorStrange New Things – Richard Madden entra para o elenco da série
PróximoWolverine 3 – Vilão Sr. Sinistro confirmado no filme
Designer, escritor, amante de paçoca e cinéfilo desde de que se entende por gente, além de possuir uma coleção generosa de DVDs e Blu-Rays de filmes e séries que são limpos e organizados religiosamente.